Escolha uma Página

1. Nos bares e restaurantes, a acessibilidade voltada para cadeirantes vai muito além de construir uma rampa, ou inserir barras de apoio nos sanitários. Um restaurante acessível demonstra a preocupação que a empresa tem com seus clientes, é um ato de cidadania que beneficia a visão do cliente sobre o local e o produto oferecido. Para tornar o estabelecimento acessível, é preciso atender as regras da Norma Brasileira, preocupando-se com as dimensões e a localização do mobiliário, bem como dos acessos e passagens. Todas as características necessárias para que o estabelecimento se torne acessível dependem de um bom projeto arquitetônico.

2. Para verificar a acessibilidade do estabelecimento, é preciso analisar algumas questões simples, como por exemplo: Existe desnível para acessar os ambientes? Se houver, é importante optar por uma rampa ao invés de degraus. As mesas e cadeiras possuem espaço suficiente para que o cadeirante se aproxime? A norma estabelece que ao menos 5% destes mobiliários devem possuir área de aproximação adequada. Os sanitários são acessíveis? Possuem o espaço necessário, com louças e metais especialmente pensados para o cadeirante? Essas e outras questões devem ser analisadas na fase de projeto dos ambientes, seja em uma construção nova, ou em uma reforma.

3. É importante que seu comércio leve em consideração que o cadeirante precisa se sentir confortável, com liberdade de movimento, que possa circular com tranquilidade e autonomia por todos os ambientes do local. Além de possibilitar que estes clientes frequentem o restaurante, essa atitude demonstra compromisso e responsabilidade social.

× Como posso te ajudar?